Casa dos Jequitibás

Aroldo Márcio Ferreira

As árvores serviram de ponto de partida para o arquiteto Aroldo Márcio conceber a Casa dos Jequitibás. A utilização de grandes painéis envidraçados, por exemplo, permitiu a integração do setor social com a varanda, buscando a luz natural e a paisagem. 

O projeto

A riqueza natural do terreno, com a abundância de árvores nativas, inclusive dois jequitibás e uma mangueira logo na frente, fizeram a diferença no projeto assinado pelo arquiteto Aroldo Márcio. São dois planos principais, onde o superior, no nível de chegada, é o de acesso e abriga o setor íntimo. O inferior, em contato com o terreno, abriga o setor com as áreas: social, de lazer e de serviço. Nessa acomodação, surgem os pátios externos semi-enterrados, como extensão dos ambientes internos e fontes de luz. O uso de grandes painéis envidraçados permitiu a integração do setor social com a varanda, buscando assim a luz e a paisagem. A proposta de paisagismo teve como intenção gramar todo o terreno, criar maciços de folhagens exuberantes no entorno próximo à casa e maciços de árvores de pequeno porte de floração, com quaresmeiras na lateral e ipês ao fundo. Destaque para o grande terraço sobre a laje, coroado com um gazebo e spa, que representa o ponto “zen” do projeto. 

Principais características

Riqueza natural integrada ao projeto

Paineis envidraçados integrando setor social com varanda e a paisagem local

Terraço sobre a laje representa o ponto “zen” do projeto

Mostrar Mais

TERRENOS ESPECIAIS A PARTIR DE 1800M²

RI: M 13177 - CRI 3ª Zona

DESENVOLVIMENTO URBANO:

VENDAS:

  • Instagram
  • Youtube
  • Facebook

3142-1163